Luísa Canziani, 25 anos, é advogada formada pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) e mestranda em Administração Pública pelo IDP. Foi eleita com mais de 90 mil votos em sua primeira eleição, tornando-se a deputada federal mais jovem do país.

Luísa é presidente da Frente Parlamentar de Economia e Cidadania Digital, colegiado do qual já foi coordenadora-geral, e integrante titular das Comissões de Educação e Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática e coordenadora da Comissão de Acompanhamento dos Trabalhos do MEC. Fez parte do Grupo de Trabalho da Câmara, que acompanhou a elaboração do edital para implantação da tecnologia 5G no Brasil.

A deputada recebeu o prêmio “Embaixadora Brasil, País Digital”, conferido pela Associação Brasileira das Empresas de Software, uma homenagem às lideranças dos setores público, privado e da sociedade civil que se destacaram na atuação pela promoção de projetos e ações de impacto social na área de tecnologia da informação em temas voltados à transformação digital e inclusiva do país.

Relatora de projetos de extrema relevância para o país, como o Marco Legal de Desenvolvimento e Uso da Inteligência Artificial no Brasil, já aprovado, Luísa Canziani é co-autora da lei 14.198/21, que regulamenta videochamadas para pacientes internados em enfermarias, apartamentos e unidades de terapia intensiva (UTIs), impossibilitados de receber visitas de seus familiares.